Crise Econômica...?

Como driblar a crise...

Publicado em 24/09/2015 às 16h16

Vamos Falar um pouco da crise? 

cabeçalho

 

Os motivos para a crise econômica de 2015

Tirando o governo atual, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento de economia e finanças, vê tranquilamente os sinais da crise por todos os lados. Não precisa nem ler revistas e relatórios de consultorias especializadas, basta fazer suas compras mensais em qualquer supermercado, concorda?

O artigo O Fim do Brasil, publicado pela consultoria Empiricus, provocou um grande alvoroço no mercado, mas na verdade ele simplesmente listou as análises e conclusões que já vinham sendo comentadas em diversos ambientes empresariais.

 

Quando vai acabar?

O que nós sabemos é que a crise vai passar. Quando? Difícil prever. Por isso quanto mais preparado, mais poderá aproveitar as oportunidades. Sim, crise também é sinônimo de oportunidades. Por isso, vale a pena investir na boa informação e ficar atento.

 

Como superar?

O maior prejuízo que esta crise pode provocar é abalar sua autoestima e deixa-lo deprimido. Para ajustar seu orçamento a nova realidade que a crise econômica nos impõe é necessário ser criativo e manter a disposição, caso contrário, o que é ruim pode ficar ainda pior.

Portanto, prepare-se para atravessar este mar revolto. Comece pelo orçamento. Ele não comporta mais as mesmas despesas do passado e se você teimar em manter os mesmos padrões de gastos estará caminhando para uma armadilha financeira.

 

 

 

7 Dicas para Driblar a Crise

 

1. Racionalização das despesas

Nesse momento de incertezas é importante uma organização das despesas para identificar os itens supérfluos que muitas vezes acabamos não percebendo no nosso dia a dia. Um café aqui outro ali pode comprometer bastante o orçamento no fim do mês. Para se ter a noção exata dos gastos, por uma semana, você deve anotar tudo o que gastou para identificar onde estão as “armadilhas de consumo”. Assim fica mais fácil realizar um planejamento real.

 

2. Diminuição das despesas fixas

Buscar a renegociação dos planos de internet, TV a cabo, diminuir os gastos de água e luz, entender se existem outros gastos fixos que podem ser eliminados ou substituídos pode ser um poderoso aliado na contenção de despesas.

Hoje é crescente o número de pessoas que optam por vender o carro para se ver livre dos custos de manutenção (IPVA, seguro, gasolina, estacionamento).

 

3. Volta às refeições em casa

Trocar o restaurante com amigos para jantares em casa pode representar uma enorme economia, tornando o momento ainda mais alegre e descontraído.

 

4. Diminuir as visitas às lojas

Realizar as compras de maneira mais racional e diminuir as visitas aos pontos de venda, resulta em consumo mais consciente, evita o desperdício e as compras por impulso.

Além disso, utilizar a criatividade para usar aquilo que já temos pode ser um poderoso aliado nesses momentos. Ao invés de roupas novas, uma reorganização no guarda roupas pode ajudar a encontrar looks interessantes. Bazar de trocas com amigos também pode ser uma solução.

 

5. Aproveite as datas comemorativas

As datas comemorativas são uma ótima oportunidade e estratégia de driblar a crise econômica. Independente do cenário da economia, datas assim fazem com que os brasileiros saiam em busca de novos produtos e com o intuito de realizar compras. Aproveite datas assim para elaborar boas ações de divulgação, assim como promoções sazonais, pois, dessa forma, você alavancará os rendimentos dos períodos.

 

6. Seja inovador

Inovação não é uma palavra estranha para quem está envolvido no mundo dos negócios. Criar diferenciais é sempre apontado como estratégia primordial para quem se arrisca em qualquer mercado e, em momentos de crise, a inovação segue como um caminho natural para as empresas. Por isso, estimule os seus colaboradores a pensarem em novos mecanismos para a corporação, seja na execução dos processos internos ou até mesmo no posicionamento de mercado.

A boa gestão do seu negócio sempre passará pela forma como lida com os seus funcionários. Sendo assim, procure desafiá-los a enfrentar o atual cenário, mas também reconheça as boas iniciativas. Promova brainstorms, premie os inovadores e estimule novos pensamentos. Em períodos de crise, irão sobressair aqueles que souberem buscar as melhores e mais inovadoras alternativas.

 

7. Repense os investimentos

O cenário adverso leva muitos empresários a perder a confiança em novos investimentos. É certo que, mesmo em tempos de crise, é possível investir recursos em outras iniciativas. Porém, essa postura irá depender de diversos aspectos, como a situação atual da empresa ou como se porta o mercado em que se está inserido.

 

Na hora de definir novos investimentos, portanto, reflita se é mais importante seguir um processo de expansão ou assegurar a manutenção da sua estrutura empresarial. Em caso de dúvida, procure priorizar sempre a segunda opção. Mas se há possibilidade e recursos para investir, um bom caminho são as novas tecnologias, que sempre ajudam a obter melhores resultados e tomar decisões com mais base de conteúdo.

 

Fontes: http://www.empreendedoresweb.com.br/       http://mosaicovirtual.com.br/        http://economia.terra.com.br/

 

 

 

Comentários (0)

tsN fwR hide center|tsN fwR center|show fsN tsN uppercase fwB center c10nwse sbww|bnull||image-wrap|login news uppercase|fsN fwR uppercase sbww tsY c10|b01 c05 bsd|login news uppercase b01 bsd c10nesw sbse fwR|fwR uppercase c15nesw sbww tsN fsN|fwR uppercase|content-inner||